O que é torque? Entenda porque potência não é tudo

Torque está diretamente relacionado à força, enquanto potência diz respeito à velocidade; saiba a diferença entre essas duas grandezas

cooperseguros 03 de Dezembro de 2018 as 12:59:38

Quando o assunto é desempenho, qual situação você prefere: ter respostas imediatas ao acelerador, mesmo em baixa rotação, ou sentir o carro ganhando fôlego à medida que o motor atinge altas rotações? Se você optou pela primeira alternativa, o ideal é adquirir um veículo “torcudo”. Porém, se a escolha recair sobre a segunda hipótese, é melhor comprar um modelo potente. Mas, afinal, o que é torque? E potência? Entenda.

Torque é um conceito físico, relativo ao movimento de rotação um corpo após a aplicação de determinada força sobre ele. Imagine que você está manuseando uma chave de boca para girar um parafuso. A força aplicada sobre a ferramenta no momento em que o parafuso é desatarrachado configura uma grandeza de torque.

No contexto automotivo, a definição de o que é torque não muda. Trata-se da força que o motor consegue gerar. Essa força é produzida pelo sobe-e-desce dos pistões. O movimento desses componentes ao longo de seu curso gira o virabrequim, um eixo interligado às rodas motrizes. A partir dessa atividade mecânica, o carro ganha impulso.

O torque de um veículo automotor normalmente é medido em quilograma-força-metro (kgfm), mas também pode ser quantificado em Newton-metro (Nm). Embora o motor produza torque sempre que está em funcionamento, o valor varia bastante de acordo com as rotações. A força máxima costuma surgir apenas em um momento específico, geralmente em algum ponto entre 2.800 e 4.000 rpm. Todavia, alguns propulsores turbo mais modernos já conseguem entregá-la de maneira constante e uniforme em uma faixa de giros mais ampla.

E na prática, o que é torque?

Tão importante quanto entender o que é torque é saber como ele influencia o comportamento do carro. Um modelo que gera muita força em baixas rotações proporciona agilidade. É isso que mais interessa no trânsito urbano, onde arrancar e retomar velocidade rapidamente é fundamental. Por outro lado, um veículo com pouco torque tende a ser moroso para sair da imobilidade e para reagir ao comando do acelerador.

O conceito de potência

Explicado o que é torque, vale conceituar também o que é potência e a diferença entre ambos. Do ponto de vista físico, trata-se da energia gerada após determinado tempo de trabalho. No caso do carros, isso nada mais é senão a multiplicação do torque pela rotação do motor ao longo de determinado período.

A potência máxima surge em rotações mais altas que o torque máximo. Nos automóveis, o ponto em que valor total é alcançado geralmente fica entre 5.000 e 6.500 rpm. No Brasil, essa grandeza é medida em cavalos-vapor (cv).

O motorista sente a potência quando “estica” as marchas, fazendo o motor trabalhar em altos giros. Se, nessa situação, o carro deslanchar com facilidade, ele tem boa dose de potência. Entretanto, se mesmo diante dessa ação o veículo custar a ganhar velocidade, provavelmente há poucos cavalos debaixo do capô.

Não preste atenção apenas aos cavalos do motor

Como já foi dito, o torque é mais útil no trânsito urbano. Por isso, para ter um carro ágil no trânsito, o motorista deve prestar atenção nessa grandeza: não só no valor máximo, mas também na sua distribuição. Ou seja: na rotação em que ela está disponível. Quanto antes a força máxima surgir, melhor! É que, por questão de publicidade, muitas vezes os fabricantes destacam apenas a potência. Mas, como vimos, os  cavalos do motor constituem apenas uma das faces da moeda.

Vale salientar que a potência também é importante, em especial em situações nas quais é necessário ganhar velocidade rapidamente, como em uma ultrapassagem na estrada. Desse modo, para ter boa performance, o veículo precisa ter números adequados das duas grandezas. O desempenho ideal é obtido a partir de um equilíbrio entre elas.

Qual é mais importante, potência ou torque? Depende do tipo de veículo

Quando desenvolvem um carro de passeio, os fabricantes procuram obter boa proporção entre potência e torque. Geralmente, as duas grandezas andam juntas, mas, dependendo da situação, a ênfase pode estar mais em uma que em outra. Em modelos esportivos, por exemplo, feitos para atingir altas velocidades, a prioridade é a potência. Já num veículo off-road, é essencial ter torque em abundância para vencer obstáculos. O mesmo ocorre em picapes, que precisam de força para locomover o peso da carga.

Outros veículos precisam majorar ainda mais um lado que o outro. Um motor de caminhão, por exemplo, gera quantidade assustadora de torque, mas, como proporcionalmente não há tanta potência, não consegue movimentar o veículo com rapidez. Já uma motocicleta pode ter potência máxima maior que a de um carro, mas com torque menor, e ainda assim ser extremamente ágil.

Agora que você já sabe o que é torque e potência, há de se ressaltar que existem outros fatores que influenciam diretamente na performance. Entre eles, estão a relação de marchas do câmbio e o peso total do veículo. É todo esse conjunto de características que determinará o quão ágil e veloz é o automóvel.

Fonte: Autopapo

Tags: